Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Towards Home

A casa-família que se vai construindo.

Towards Home

A casa-família que se vai construindo.

Carpe diem

05
Dez11

A vida vai por arrasto.

Os dias sucedem-se com viagens, trabalho na escola, trabalho em casa, dormir e volta tudo ao mesmo. Não há tempo...

Nos fins de semana, é tudo igual, sem ter de ir à escola.

Quando acho que já fiz tudo, já são horas de dormir. E como eu preciso de dormir!

As aulas correm bem e o trabalho com os miúdos é compensador. Isso é bom.

Mas eu sempre quis ter tempo. Tempo para preguiçar, brincar, jogar, tempo para não fazer nada...

Nesta fase da minha vida, já não sei o que é isso há muito.

O tempo fugiu-me das mãos.

E tento curtir a minha filha. Pelo menos uma hora por dia. Nem sempre consigo. Às vezes, nem a vejo acordada.

E tento curtir o meu outro amor, que está mais longe que nunca. E não consigo.

E tento ter amigos, mas os que tinha estão tão longe.

E tenho saudades das conversas sem conteúdo com a minha mãe, com a minha avó, que está cada vez menos cá. Mas quase nunca estou com elas.

E os dias sucedem-se e a vida passa.

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.