Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Towards Home

A casa-família que se vai construindo.

Towards Home

A casa-família que se vai construindo.

Ao pai deles

19
Mar19

Dear love of mine,

 

Estas palavras deviam ser escritas à mão. Trariam o cheiro de há vinte anos, quando usávamos as cartas para ultrapassar a saudade.

Servem, neste Dia, para te dizer o que normalmente não queres ouvir, porque não gostas de falar. Nesta casa que nós vamos construindo, quem insiste em quebrar este silêncio tão nosso sou eu.

Queria que soubesses que eu te vejo. sempre. todos os dias. desde o início.

Vejo que estás cá, mesmo quando não estás. Vejo o que pensas, quando estás aí por nós.

Vi o que sentiste quando soubeste que íamos crescer, quando me viste crescer, quando me chegaste as almofadas que, à noite, me separavam de ti e nos uniam a eles.

Vi o teu olhar quando pegaste neles, pequeninos, encolhidos, acabados de sair de mim para nós. Vi o teu olhar quando tiveste de (n)os deixar dias depois de eles nascerem. Eu sei que custou. Sei que ainda custa.

Também vejo a magia que acontece entre ti e ela. Entre ti e ele.

Tenho a certeza de que foste a melhor escolha para mim e para eles. Eles também.

És mesmo o melhor pai para os meus filhos.

 

Obrigada!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.