Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Towards Home

A casa-família que se vai construindo.

Towards Home

A casa-família que se vai construindo.

Há dias assim

22
Jan09

Hoje,

 

Não me apetecia levantar da cama

Não tomei pequeno-almoço

Não fiz o trabalho que tinha previsto

Não dei uma única aula em condições

Não elogiei nenhum aluno

Não fui uma boa professora

Não fui uma boa colega

Não jantei

Não falei em condições com a minha mãe

Não fui boa filha

Não falei em condições com o meu marido

Não fui uma boa companheira

Não sorri

Não fui boa pessoa

 

Amanhã, tem que ser tudo ao contrário

 

Ser contratada é grátis!

14
Jan09

Passo a explicar:

Todos os anos, na assinatura de um novo contrato, os professores (e, provavelmente os demais funcionários públicos, não sei) tinham que pagar uma taxa de 5 euros.

Hoje, fui assinar o meu. Já ia com a notita na mão, quando a senhora da secretaria informou que a lei mudou e, a partir deste ano, não se paga.

Portanto: Ser contratada agora é grátis! Viva!!!

Medicina de Loucos e Ossos do Ofício

08
Jan09

Hoje, no fim das aulas, fui a uma consulta de cirurgia vascular. A minha família tem uma história grande de problemas de varizes e má circulação e eu acho que não é má ideia de todo ir prevenindo o assunto.

Há meio ano, tinha ido a outro médico, que me deu medicação e disse que eu tinha de ser operada a uma veia com o exótico nome de safena (um nome giro para dar a uma menina).Como achei que ele estava a exagerar, nunca mais lá voltei.

Hoje, fui tentar ver se tinha uma segunda opinião e até saber se devo fazer alguma coisa durante a futura gravidez..

Resultado: 10 minutos de consulta. Quase que tive de obrigar o médico a observar-me e, segundo ele, não tenho nem varizes, nem má circulação, nem nada. As minhas pernas é que são pesadas e dão-me a sensação de cansaço.

Parvo do gajo - 1º chama-me gorda; depois, está à espera de ir jantar mais cedo e ainda leva mais de 100 euros em 10 minutos (mas eu não paguei tudo, graças ao seguro).

Em quem é que eu acredito: sou operada? ou não faço nada, porque eu é que ando a inventar doenças?

Isto é que nós estamos bem entregues!

 

Na escola, volta a papelada em força. Fui mais uma vez nomeada instrutora de 2 procedimentos disciplinares. Mais noites sem dormir a escrever relatórios.

Vou começar a pagar aos miúdos para não se portarem mal, pode ser que resulte.

Lisboa

05
Jan09

No dia em que volto a Lisboa, sinto sempre esta tristeza. Volto a ficar sozinha e a solidão a que associo esta cidade faz-me mal.

Eu sei que Lisboa tem muitas coisas boas. Mas a Lisboa que eu conheço e que me cumprimenta todos os dias é cheia de pessoas com olhos tristes ou revoltados com a vida. 

É uma cidade com muita gente que teve poucas oportunidades na vida e que, também por isso, pouco esperam da vida e se refugiam numa maneira de estar agressiva e sempre ao ataque.

É uma cidade com avenidas largas e bonitas, mas também com ruas sujas, escuras, cheias de prédios degradados. E, infelizmente, foi sempre em ruas dessas que eu acabei por morar.

É uma cidade de contrastes e, para mim, a parte má é bastante mais visível do que a parte boa.

É claro que isto é uma visão pessoal e acresce o facto de, para mim, Lisboa significar estar longe de minha casa, do meu espaço e de essa ser mais uma razão  para eu não me sentir bem aqui. Por isso, peço desculpa a todos os lisboetas e a todos os amantes da cidade. Mas a verdade é que eu dava tudo para cá voltar só de férias, ou em visitas de um dia ou dois. Assim sim, Lisboa seria bonita para mim...

Revoltada

04
Jan09

Ó Inferno maldito; ó anjos cruéis: ó pecados meus que ando a pagar!!!!

Porquê? Porquê que temos de trabalhar para ganhar dinheiro?Por que é que o euromilhões não me sai mesmo sem eu jogar?

Eu não queria, juro que não queria, sair de casa para ir trabalhar amanhã.... São os 200 Km que mais me custam fazer. Ter que ir para um quarto frio, feio e solitário. Morar com pessoas que mal conheço. Passar as semanas sozinha... quando eu até tenho uma casita linda, o melhor marido do mundo e um gato muito preguiçoso, mas muito meiguinho para me fazerem companhia.

Este tem de ser o último ano fora. Se em Setembro não for colocada perto de casa, desisto do ensino. Vou trabalhar para o Continente, vou fazer limpezas, ou qualquer outra coisa; mas recuso-me a sair de casa outra vez! Nove anos já são demais.

Pronto, cheguei e disse.

 

Sem tempo

10
Dez08

Uma gaja até tem boas intenções e cria um blog, decide escrever todos os dias, ou pelo menos, todas as semanas. Acha que depois de o criar se deve apresentar e fazer essas coisas que todas as gajas boas que têm blogs fazem, mas a porra do tempo não chega. Estou farta de trabalho e de papelada....

Pode ser que depois do natal tenha mais tempo e a ideia do blog não se perca, pelo menos para desabafar ao fim do dia....